INCONVENIENTE

Ao longo da vida acho que todos nos deparamos com seres inconvenientes, não é mesmo?

Pessoas que, por algum motivo, têm certas atitudes que não dá para entender e que irritam MUITO.

Sabe quando você está em uma conversa particular e você quase precisa abrir um guarda-chuva porque chove ganso? Ou então porque o quilo do pescoço entrou em oferta?

Existem pessoas que não sabem qual é a sua posição dentro do ambiente em que se encontram e acho que para tentar não se sentir de fora do contexto, acabam se intrometendo na conversa alheia… Sem serem chamados e com comentários mais que DESNECESSÁRIOS.

Ou então quando o ser não tem o que falar e fala besteira ao invés de ficar quieto. Parece que não sabe que às vezes é melhor se calar e deixar as pessoas pensarem que você é tolo do que abrir a boca e não deixar dúvida alguma.

 

 

 

 

 

Porém, acho que o que mais irrita é aquela pessoa que acha que é melhor que todo mundo, pensa que é dona da verdade e ainda por cima, não sei por que motivo acredita que todas as pessoas ao seu redor a admiram, quando na verdade ninguém a suporta.

Às vezes eu acho que é ingenuidade…

Às vezes eu acho que é falta de semancol…

Às vezes eu acho que a pessoa sente prazer em ser desagradável…

E às vezes eu acho que a pessoa adora tentar ser o centro das atenções…

Em alguns casos acredito que seja um mix de todas essas coisas…

E o que fazer quando nos deparamos com esse tipo de gente?

– Bater boca loucamente até alguém desistir da discussão e sair um “vencedor”?

– Tentar explicar para a pessoa de um jeito sutil e amigável que o comportamento dela não está legal e que ela deveria reavaliar sua postura?

– Fazer um torniquete no pescoço do ser em um momento em que a nossa irritação chegar ao limite?

– Ignorar?

Acho que se a pessoa é minha amiga eu tento sentar para conversar e falo o que eu penso… Caso contrário… Apesar da vontade de fazer um torniquete se tornar uma constante… Eu opto por ignorar, pois não vale a pena nos desgastarmos com certas coisas ou pessoas…

Muitas vezes os prejudicados somos nós mesmos que só aumentamos nosso nível de stress…

Às vezes simplesmente não vale à pena o desgaste…

A única coisa que eu tenho certeza é que a vida ensina lições para nós e que enquanto não aprendermos e enxergarmos o que temos que mudar, continuaremos “apanhando” até aprender.

De gente inconveniente eu quero distância, mas se não for possível eu prefiro ignorar.

Marcella

Anúncios

Sobre Karina Karina

alta, acima dos 30, ama tomar café, eternamente em busca, cabelo muda frequentemente, leitora compulsiva e, principalmente: DETESTA BALADAS
Esse post foi publicado em Desabafos, Devaneios, Reflexões. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para INCONVENIENTE

  1. Caramba! Esse artigo se encaixou perfeitamente com o que estou sentido em relação ao um, digamos, colega de serviço… Eu já não sei o que faço pra esse cara se tocar… ô maluco, chato, convencido, arrogante e pra piorar intrometido… Eu não converso com esse cara por divergências profissionais e pessoais, — sem falar que ele já tentou e tenta sempre puxar o meu tapete aqui no Departamento, armando as intrigas mais sordidas possiveis e distorcendo tudo que vc fala sem a presença de uma testemunha pro chefe — mas o cara não se toca! Toda vez que estou levando um papo interessante com alguém, principalmente se for uma alguma guria bonita do setor ele já começa ciscar pra pegar um gancho e entrar de bicudo na conversa ( e sempre pra discordar do assunto, pra bancar o do contra ou então pra contar altas vantagens, do tipo que é formado na USP (mentira deslavada, pois o cara e um mongol que não sabe a diferença entre questionar e perguntar, ou então pra falar que tem trocentas pós-graduações e lincenciaturas!!!!!!!! puffffffff)) … Puta que pariu! Eu fico fora de mim de raiva mas opto por ignorar e depois jogar umas indiretinhas suaves… Ate pq o cara e daquele tipo entojado, que se vc falar alto e xingar o frescão vai correndo pra coordenadora pedir pra redigir uma advertência ( Serio! Isso já aconteceu) ! Isso qdo não ameaça te processar aos berros pra se aparecer… Eu tenho pena! Mas como eu não quero me contaminar com a pobreza de espírito desse ser inferior eu simplesmente deixo quieto. Espero que um dia esse cara se toque que ele e uma persona non grata e se recolha a sua insignificancia!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s